Arquitecto João Maria Ventura Trindade ganha FAD 2009 com a Estação Biológica do Garducho

A Estação Biológica do Garducho, na Amareleja (Mourão), da autoria do Arquitecto João Maria Trindade, foi hoje (8 de Novembro de 2009) galardoada com o Prémio FAD 2009 de arquitectura, o mais importante galardão da arquitectura ibérica, outorgado em Barcelona (Espanha).

Estação Biológica do Garducho - Amareleja (Mourão)

Estação Biológica do Garducho - Amareleja (Mourão)

O júri do certame deste ano destaca na obra arquitectónica de João Maria Trindade, o facto de “gerar lugares e emoções no meio de uma paisagem sem fim”.

“Aprecia a forma como eleva a sua potente massa, deixando passar sob a sua sombra o território e a vida da fauna”, explica a acta do júri.

Para Arcadi Pla y Masmiquel, presidente do júri, tratou-se de reconhecer “a dupla visão” do centro do Garducho, que cria uma “peça singular, que lê a paisagem, criando um momento que avalia e se integra na própria paisagem”.

“É uma peça que quase levita sobre a paisagem e que nasce para acolher um centro de investigação sobre a própria paisagem”, explicou à Lusa.

“Mesmo sem ser esse o objectivo, demo-nos conta nas últimas reuniões que estávamos a avaliar uma nova forma de arquitectura sustentável, que vê a natureza de outra forma, não como um lugar apenas para colonizar, mas para valorizar”, disse.

Mais de 522 obras, incluindo 25 de Portugal, apresentaram-se à edição deste ano, a 51ª dos Prémios FAD, concedidos pela Arquinfad, uma instituição com sede em Barcelona que promove a arquitectura e o desenho no espaço ibérico.

Foram seleccionadas 27 finalistas – 14 em arquitectura, seis em Interiores, três em Cidada e Paisagem e quatro em Intervenções Efémeras.

Entre os finalistas contam-se ainda as obras de Nuno Graça Moura (por uma habitação unifamiliar em Marco de Canaveses); o Centro Comunitário São Cirilo no Porto, de Nuno Valentim, e a Escola Superior de Tecnologia no Barreiro, de José Mateus e Nuno Mateus.

Pla Y Masmiquel reconhece que a crescente participação portuguesa e o reconhecimento demonstram “a força tremenda” dos arquitectos portugueses.

Os sucessos da arquitectura portuguesa nos prémios FAD têm vindo a consolidar-se na última década, em todas as categorias do certame, inclusive na de Arquitectura.

Entre estes reconhecimentos, e no caso do Prémio de Arquitectura, destaca-se o galardão de 1999 para João Luis Carrilho da Graça, pelo Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa; o de 2005 para Eduardo Souto de Moura, pelo Estádio Municipal de Braga, e a menção do júri para o Museu do Farol de Santa Maria (Cascais), dos irmãos Francisco e Manuel Aires Mateus, em 2008.

Em 2001, a dupla Aires Mateus obteve o Prémio Interiorismo pela Livraria Almedina no Saldanha (Lisboa), que foi entregue em 2004 a João Mendes Ribeiro pelo Pátio da Inquisição e Centro de Artes Visuais, em Coimbra.

O prémio Cidade e Paisagem foi, em 2006, para o Metro do Porto, da autoria de Eduardo Souto de Moura, e, no ano seguinte, para Paulo David, pelo Conjunto de Restaurante e Piscinas das Salinas em Câmara de Lobos, na Madeira.

Notícia publicada em: http://www.publico.clix.pt/Cultura/joao-maria-trindade-vence-o-mais-importante-premio-iberico-de-arquitectura_1404309

Anúncios

0 Responses to “Arquitecto João Maria Ventura Trindade ganha FAD 2009 com a Estação Biológica do Garducho”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




EMAIL naul.wordpress@gmail.com

calendário

Outubro 2009
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Visitantes

  • 123,224 arquitectos

%d bloggers like this: